segunda-feira, dezembro 22, 2014

Homens na Falésia

Ano de 1963. O João Serrote, o Moreira, o Zé Marques e o Arnaldo Claro, dão-nos aqui uma mostra de como se fazia a "pesca" do percebe e dos riscos que essa actividade envolvia (envolve?).

Foi graças ao Paulo Alves, que promoveu a divulgação no FaceBook, que vim a ter conhecimento desta preciosidade e não resisti à sua divulgação também nesta plataforma.

Para visualizar, clique a seguir. Se houver alguma interrupção, controle e salte alguns segundos.




sábado, setembro 27, 2014

A ciência da mentirinha ou a mentirinha da ciência


A notícia publicada pelo Sul Informação e que foi divulgada pela Elisabete Rodrigues na rede social FaceBook no grupo “Aljezur, imagens de um concelho” de que também sou membro chamou a minha atenção.
Os números não mentem, mas a forma como são apresentados, neste caso de forma absoluta, podem iludir o seu verdadeiro significado, face à sua consideração em termos relativos.
Aqui fica uma pequena divagação sobre o tema, independentemente de não se fazer um ajuste do conceito de desempregado que, para o IEFP tem um significado mas que, socialmente, pode ter muitas outras interpretações. Basta lembrar que se um sujeito que não encontra trabalho não estiver inscrito no Instituto de Emprego, esta organização desconhece-o e, consequentemente, não entra na estatística, ou ainda, mesmo estando registado mas se for “deslocado” para uma formação ou para um estágio(zinho), também passa a ser considerado noutra categoria, e etc., etc..
Resultados (na net) de um censo de 2012, que poucas alterações terão para a actualidade, levaram-me a calcular a relação entre o número de desempregados e a população, chegando assim a umas percentagens da população de desempregados face à totalidade da população.
Numa perspectiva diferente.
Com efeito, considerando apenas o número de desempregados, Aljezur aparece relativamente bem posicionado 14º lugar, com apenas 225 desempregados, separado somente por dois outros concelhos para a melhor marca.

Concelhos
 Num Habit 2012
Desempregados
% Desemp




Faro
62 281
3 223
5,17%
Portimão
55 209
3 196
5,79%
Loulé
69 824
2 963
4,24%
Olhão
45 216
2 312
5,11%
Albufeira
40 190
1 265
3,15%
Silves
36 724
1 237
3,37%
Vila Real de Stº António
19 067
1 123
5,89%
Lagoa
22 783
1 110
4,87%
Lagos
30 776
1 038
3,37%
Tavira
25 753
963
3,74%
S. Brás de Alportel
10 552
446
4,23%
Monchique
5 755
301
5,23%
Castro Marim
6 588
263
3,99%
Aljezur
5 724
225
3,93%
Vila do Bispo
5 223
100
1,91%
Alcoutim
2 725
66
2,42%


444 390
19 831
4,46%

Porém, esses 225 desempregados representam uma percentagem da população superior à de outros 6 concelhos do Algarve, passando Aljezur para um menos modesto 10º lugar.
Concelhos
 Num Habit 2012
Desempregados
% Desemp




Vila Real de Stº António
19 067
1 123
5,89%
Portimão
55 209
3 196
5,79%
Monchique
5 755
301
5,23%
Faro
62 281
3 223
5,17%
Olhão
45 216
2 312
5,11%
Lagoa
22 783
1 110
4,87%
Loulé
69 824
2 963
4,24%
S. Brás de Alportel
10 552
446
4,23%
Castro Marim
6 588
263
3,99%
Aljezur
5 724
225
3,93%
Tavira
25 753
963
3,74%
Lagos
30 776
1 038
3,37%
Silves
36 724
1 237
3,37%
Albufeira
40 190
1 265
3,15%
Alcoutim
2 725
66
2,42%
Vila do Bispo
5 223
100
1,91%




Total
444 390
19 831
4,46%
Mas, conclua-se, a região do Algarve está, percentualmente, afastada das médias nacionais (13,9% no primeiro semestre 2104). 

Para melhor compreensão, também convinha considerar a sazonalidade do emprego na região, entre outros factores cujo estudo e desenvolvimento não cabe nesta superficial avaliação. Quem sabe... um dia.

sexta-feira, agosto 15, 2014

Mais de antigamente...

Em dia de Festa não podia faltar a procissão, ou melhor, as procissões, pois na altura os santos mereciam mais respeito e devoção. Saía uma da Igreja Matriz (a Nova) e outra da Igreja da Misericórdia. No ponto de encontro havia sermão inflamado pelo Pe. Oliveira, ou seus sucessores após a sua ida para Lagoa. As mulheres comoviam-se e os homens, suspendiam o copo e o cigarrito, e lá tiravam o chapéu, tementes na generalidade, que os santos fazem milagres mas também castigam...

Esta é a fotografia possível, registando a viagem da padroeira Senhora D'Alva, do seu altar habitual ao encontros de outros membros da família residentes na vila velha: o Filho, a prima Isabel e o João.


Procissão da Senhora D'Alva em Setembro de 1965

quinta-feira, agosto 14, 2014

Antigamente...

Vasculhando a caixinha dos retratos num momento de viagem nostálgica, aqui fica a primeira duma série de memórias que se hão-de vir a publicar, de-va-gar-men-te, para manter activo o bichinho da saudade no pessoal daquele tempo.



Aljezur, Largo da Igreja Nova - Jogos Tradicionais em dia de festa - 13 de Setembro de 1965